Chocolate faz bem para a saúde. Saiba escolher o seu e aproveite a Páscoa sem culpa!

  Postado em   por   Sem comentários

Com as proximidades da Páscoa, já estamos sendo bombardeados com chocolate por todos os lados, não é mesmo? Nas propagandas, nos supermercados, nas lojas de conveniência e padarias.

Mas calma. Se você é fã dessa delícia e não quer sair da linha, tenho uma dica preciosa para você: escolha o chocolate que tenha a maior concentração de cacau. Quanto mais amargo for o chocolate, mais cacau ele possui na sua formulação e menor concentração de açúcar ele apresenta.

 Mas não é só em açúcar  e gordura que devemos lembrar quando pensamos em chocolate! Ele é um alimento com grande valor nutritivo, responsável pelo fornecimento de nutrientes como proteína, minerais e vitaminas. E quando possui uma maior quantidade de cacau, como a versão 70%, apresenta também uma maior concentração de flavonoides, conhecidos como poderosos antioxidantes. Eles atuam de forma benéfica para o organismo, elevando os níveis de serotonina, o que ajuda a regular o humor e gerar sensação de bem estar e reduzir a pressão arterial.

 

Não tenha dúvida! Aposte no chocolate amargo 70% e veja abaixo como esta delícia, se consumida com moderação, pode trazer benefícios para a sua saúde:

 

Para o coração

Os antioxidantes presentes na composição do chocolate amargo são grandes inimigos dos radicais livres. E combater os radicais livres ajuda a limpar o organismo, desobstruir artérias, diminuir a pressão e aumentar o fluxo sanguíne, evitando complicações para o coração. Além disso, o cacau tem uma boa quantidade de ácido oleico, uma gordura considerada benéfica, pois protege as artérias, eleva o bom colesterol e diminui o ruim.

 

Para o emagrecimento

Acredite: a concentração elevada de cacau no chocolate amargo ajuda a aumentar a sensação de saciedade. Sendo assim, quem consome o doce nesta versão tem menos tendência a atacar à geladeira. E tem mais: segundo a nutricionista Lucy A. Tchakmakian, nutricionista e coordenadora adjunta do curso de nutrição do Centro Universitário São Camilo, da capital paulista, , a presença das substâncias 2-feniletilamina e N-aciletanolamina garante uma redução na vontade maluca de comer doces, já que ambas agem no cérebro “fechando” os receptores que pedem pelas guloseimas.

Só não pode exagerar no consumo. Caso contrário, em vez de proporcionar esses e outros benefícios, ele poderá provocar aumento de peso, problemas gastrointestinais e diarreia! O segredo é a moderação.

 

Para o estresse

O cacau é rico em cafeína, substância com alto poder estimulante que dá a  sensação de bem-estar. Além disso,  uma pesquisa publicada no Journal of Proteome Research demonstrou que o chocolate amargo também é capaz de reduzir os níveis de hormônios do estresse – como o corticoide e a adrenalina. Ou seja, chocolate amargo é uma deliciosa fonte de felicidade!

 

Para o cérebro

O chocolate amargo pode ajudar o desempenho cerebral, melhorando a concentração por conta da grande concentração de cafeína e teobromina, substâncias contidas no cacau conhecidas por seus efeitos estimulantes. Por causa delas, fica mais fácil chegar ao estado de alerta e conquistar um raciocínio mais ágil.

 

** Este post tem caráter informativo. Ainda que se baseie em fontes profissionais nas áreas de saúde e nutrição, não substitui de forma alguma o acompanhamento médico ou nutricional. Lembro que cada indivíduo tem suas restrições e condições alimentares específicas, e por isso é importante procurar por um especialista.

Quem escreve

Sabrina Ravagnani. Publicitária apaixonada por gastronomia, com formação técnica em cozinha profissional pelo Instituto Gastronômico das Américas. Criou o Sem Culpa Nenhuma após passar por um processo de reeducação alimentar que mudou de forma definitiva a sua relação com a comida e mostrou um novo mundo de possibilidades, saúde e sabor que merece ser compartilhado.

Contato: contato@semculpanenhuma.com

Foto: Shutter Stock

Fonte: IG

 

Gostou? Compartilhe!
Categorias: Uncategorized

comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *